Episódio 7- Voto eletrônico, transmissão on line de julgamento e preservação da natureza

Garrafa Pet no meio do Rio Amazonas
(foto: Garrafa pet no meio do Rio Amazonas – foto: Jonny)

Com vários dias de atraso, aqui está o episódio 7!

00’00” – Voto nas eleições via internet [Sapere Aude] [Info & lei – Ostrock]
04’10” – Transmissão de julgamento pela internet e o excesso de publicidade
07’00” – Assembléia em Minas Gerais para decidir futuro de um macaco-prego
08’30” – Apreensão de animais criados para briga
10’00” – Cai o desmatamento no Brasil
13’30” – Destruição dos recifes de corais
15’00” – Proibição da utilização das garrafas pet

Downloads:
Episódio 7 (MP3, 64 kbps, 23′46″, 10,88 MB)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Episódio 7 low (MP3, 16kbps, 23′46″, 3,18 MB)
Episódio 7 zip (ZIP, 64 kbps, 23′46″, 10,76 MB)

Novidade: Se você não tem banda larga, pode ouvir o podcast diretamente do Navegador clicando aqui (versão low)

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Compartilhe este texto via Orkut Compartilhe este texto via Facebook Compartilhe este texto via Twitter Compartilhe este texto via UEBA

6 Comments so far

  1. Carlos Fran on September 2nd, 2007

    Os maiores problemas dos seres humanos são conseqüências da sua falta de educação, dos seus maus hábitos. (Doenças, corrupção, destruição, desastres, guerras, preconceito…)
    São muitos problemas, muitos e muitos desafios, mas se cada um começar a pensar (PENSAR, REPENSAR) melhorias no futuro podem ser vistas.
    Para reduzir, reutilizar, é preciso educação, mudanças de hábitos!

    Brasil recicla aluminio por causa da sua grande, grande não, ENORME desigualdade social.
    Sua desigualdade social está associada diretamente a mau distribuição de renda (falta de educação), que está associada a falta de iniciativas institucionais (não somente governo, mas de instituições não governamentais), que é formada por gente (diga-se de passagem – BEM EDUCADA – GRANDE MAIORIA QUEREM TIRAR SEMPRE VANTAGENS DO POVÃO). Falta educação, falta saúde… mas falta principalmente indignação no povo Brasileiro e atitudes/iniciativas para mudar algo.

    Se a tecnologia permite voto pela rede e o processo é “seguro”, porque não investir em assinaturas (gratuitas ou mais acessíveis) para as pessoas físicas?! Custa muito? Pode ser, mas as mesmas assinaturas podem ser usadas em documentos eletrônicos diminuído o uso de papel e tinta. Sem contar aquelas enormes quantidades de papel nas nossas instituições – que muitas vezes só server para criar traça! Processos judiciais se perdem (montanhas de papel) e justiça que é bom, não acontece!
    Falando em tinta, olha essa:
    http://pegntv.globo.com/Pegn/0,6993,LIR299090-5027,00.html

    Será que não seria melhor diminui o consumo de papel? Economia em tinta, significa (ao meu ver) maior quantidade de papel sujo!
    E mais arvores sendo derrubadas!

    Terminado: Numa simples balinha são necessárias duas embalagens?! (Que são jogadas na rua)

  2. Pedro on September 5th, 2007

    Ainda não ouvi o episódio 7. Já está no celular, vou ouví-lo no metrô hoje 🙂
    Tenho uma sugestão, porém: coloquem dados no ID3 do arquivo. Fica mais fácil de encontrar por título, autor, gênero, etc.
    Abraços

  3. Jonny on September 5th, 2007

    Opa!!!

    Sugestão aceita.

    Como eu só ouço via itunes, nunca tinha pensado nisso…

    Irei fazer nos próximos episódios!

  4. Ostrock on September 14th, 2007

    Faz tempo que ouvi, mas não tinha dado tempo de comentar, e agradecer a citação.

    Quanto ao caso em que Google e Yahoo foram condenados a cria filtros para impedir que fosse apontado o nome do autor, na minha opinião é uma medida que a médio e longo prazo tende a se tornar totalmente inócua, pois hoje de certa forma já o é.

    Os motores de buscas varrem a internet indexando toda e qualquer coisa que aparecer pela frente, e neste caso não apenas os do Yahoo e Google mas TODOS eles indexam qualquer informação que esteja disponível.

    Seria como se uma amiga sua, daquelas bem “futriquieras”, ouvisse alguém falando mal de você e te contasse, então ao invés de processar as pessoas que ela indica você processa sua “amiga”.

    Os motores de buscas indicaram quais sites traziam as denúncias contra o autor, deveriam estes ter sido processados, pois somente com a exclusão da “notícia” do bd do site que o nome deixaria de aparecer nestes buscadores, e então processar os dois motores para que fosse excluída a página do cache.

    Mas optando por processar direatmente Google e Yahoo se eu for um “hippie cibernético” contrario aos grandes serviços da web e usar o altavista, ask.com, baidu ou até mesmo pelo live search o nome do cara ainda vai estar lá.

    Conversando com o advogado da causa no orkut ele disse que foi tomada a decisão de processar os buscadores pela questão da jurisdição. Os buscadores tem sede no Rio e SP e os sites que divulgaram estão espalhados pelo Brasil, desta forma, seria necessário um processo em cada comarca e disse ainda que o caso foi parar até no Japão, quando questionei se havia sido publicado em lingua japonesa ou indexado por um motor japonês ele apontou a segunda opção e lá certamente o nome dele continuará aparecendo caso seja feita uma busca.

    Pra encerrar, creio que o mais acertado seria processar os sites e não os buscadores e se a intenção era buscar o esquecimento, além de inócua, em termos, com a divulgação que o caso teve ele nunca vai conseguir o que era objeto da demanda.

  5. […] Episódio 7- Voto on line e preservação […]

  6. Canha on January 6th, 2008

    Salve salve pessoal.
    Fiquei sabendo do podcast de vcs pelo podcast do código livre (sobre o blogcamp).

    Bom, sobre o voto online, acho que vai ser estranho implantar isto no Brasil. Temos os melhores hackers do mundo (perdendo apenas para os indianos – somos até melhores que os americanos!), e logo logo alguém acha uma vulnerabilidade no sistema para comprometer tudo.

    E francamente, o governo não têm onde gastar dinheiro é? Imagine quanto dinheiro não seria investido neste sistema, dinheiro que poderia ser usado para dar educação a crianças carentes.

    Sobre o restante, estou pensando em deixar um comentário de voz. Esse negócio de Gtalk me animou bastante – nem sabia desta opção antes. Só recentemente descobri.

    Abraços e sucesso!

Leave a reply